quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

Paul Mauriat - 93 a 96 - Quartet for Kobe

1996 – TRIGÉSIMO ANIVERSÁRIO:

Sobre o concerto dos 30 anos da orquestra formalizada pelo selo Phillips, em 1996, alguém disse uma vez, numa crítica, num site: todo músico deveria ver. E sim. Música que se faz na raça. É o selo distintivo do amor pela música, essa primeira arte, inenarrável. Um naipe de trompas recheia o espaço com beleza e poder. Uma gaita francesa dá o tom erudito na incrível Don rhapsody No.2; aliás a orquestra inteira dá show nessa música. “Agora”(o vídeo está publicado no post biografia), é uma grande surpresa, inclusive pelo fato de não ter sido lançada comercialmente.

Aliás, essas duas não estão, infelizmente, nem no dvd (mas estão aqui para download). O resto, já se sabe.

(capa meramente ilustrativa)

1993 - A little music at the court of Versailles
1993 - Mustang
1993 - So they say
1993 - Spartacus
1994 - A whole new world
1994 - Beauty and the beast
1994 - Boku wa bokunari no
1994 - El bimbo
1994 - I will follow him
1994 - If
1994 - Now and then
1994 - Penelope
1994 - Pride
1994 - Say yes

Quanto ao repertório, diferente; e uma pena que não se seguiu assim em tempos anteriores. As diferenças começam em Building the groove (o vídeo está publicado no post biografia), que nos remete ao inclassificável e à beleza extrema. Uma unanimidade entre os meus amigos músicos que a escutaram e viram. Agrada a gregos e troianos. Uma vez, alguém com 19 anos disse: nunca ouvi coisa igual. E além de ser o testamento de Mauriat como compositor atualíssimo, sem vícios, já nos seus 71 anos. Bravo!


I will always love you, pop-pop de Whitney, que apesar de ser o que há para chamar a atenção dos menos sofisticados ouvintes, toma um corpo agradável, empolgante e emocionante, até, com a orquestra.

Salve as trompas, diga-se - também não há no dvd, nem foi lançada aqui no Brasil, a não ser em estúdio, sem o mesmo teor. My Way (aqui em medley com Ne Me Quitte Pas), nem precisa comentários.

Quartet for Kobe foi composta e executada originalmente por Paul (piano), Francis Lai (Love story) (gaita francesa), Raymond Lefévre (flauta) e Franck Pourcel (violino) para arrecadação de fundos pela tragédia acontecida em função do terremoto que houve em Kobe, Japão (o Hansshin-Awaji com 7.2 graus); aliás, um exemplo de possibilismo geográfico, mas isso é uma outra história.
Uma celebração, acima de tudo, de amigos de muitos anos.

Como diria Duane Allman (um dos melhores guitarristas do mundo): "Há muitas formas diferentes de comunicação, mas a música é a mais pura de todas. Não se pode ferir ninguém com ela. Você pode até ofender alguém com determinadas canções, mas para isto é necessário que algo seja dito - impossível um instrumental magoar alguém de alguma forma."
(capa meramente ilustrativa)

1994 - Say yes
1994 - To C&A³
1994 - Toccata
1994 - Yah yah yah
1995 - Calling you
1995 - Colors of the wind
1995 - Lara's theme
1995 - Quartet for Kobe
1995 - Sunshine tomorrow
1996 - Gipsy
1996 - Live - Agora (avec Jean Bernard)
1996 - Live - Don rhapsody No.2
1996 - Live - Ne me quitte pas, My way
1996 - Rio forever

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bem vindo!